NOTÍCIAS

Confira as principais matérias do setor e fique por dentro!

Hospitais movimentam R$ 4 milhões em itens básicos na pandemia, aponta Bionexo

Hospitais movimentam R$ 4 milhões em itens básicos na pandemia, aponta Bionexo

Mais de 200 instituições de todo o país já acessaram gratuitamente marketplace e conseguiram ter mais agilidade e opções de negociação nas demandas de suprimentos e medicamentos

Para garantir a proteção dos profissionais de saúde que atuam na linha de frente do enfrentamento à Covid-19, o Ministério da Saúde já distribuiu 183,4 milhões de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para todo o país. Entre os itens estão máscaras, aventais, óculos e protetores faciais, toucas, sapatilhas, luvas e álcool. As entregas representam mais um, entre diversos esforços do Governo brasileiro, para auxiliar e reforçar as redes de saúde dos estados e municípios no combate à pandemia.

Ao todo, o Ministério da Saúde já entregou aos estados 564,2 mil litros de álcool; 3,1 milhões de aventais; 36,9 milhões de luvas; 8,6 milhões de máscaras N95; 114,9 milhões de máscaras cirúrgicas; 1,8 milhão de óculos e protetores faciais; e 17,1 milhões de toucas e sapatilhas. Os materiais foram entregues para as Secretarias Estaduais de Saúde, responsáveis por definir quais os serviços de saúde vão recebê-los, a partir de um planejamento local.

Segundo o Ministério, a compra de EPIs é de responsabilidade dos estados e municípios. No entanto, devido à escassez mundial desses materiais, neste cenário de emergência em saúde pública, o órgão utilizou o seu poder de compra para fazer as aquisições em apoio irrestrito aos gestores locais do Sistema Único de Saúde (SUS). E, assim, fortalecer a rede pública de saúde no enfrentamento da doença em todos os estados do país.

Ambiente hospitalar

Os hospitais do país movimentaram cerca de R$ 4 milhões na transação de mais de 2.500 itens comercializados em pouco mais de três meses durante a pandemia dentro da plataforma da Bionexo Light, da health tech brasileira líder em soluções digitais para gestão em saúde. A Bionexo Light corresponde à abertura do marketplace da companhia, composto por mais de 20 mil fornecedores de saúde, para que hospitais de pequeno e médio porte realizem suas compras online por meio da plataforma da Bionexo. Assim, mais de 200 instituições de todo o país já acessaram gratuitamente o sistema e conseguiram ter mais agilidade e opções de negociação nas demandas de suprimentos e medicamentos.

Essa foi a primeira de uma série de ações da Bionexo com o objetivo de tornar a tecnologia acessível às redes pública e privada de saúde no combate ao coronavírus por meio da gestão inteligente do estoque de insumos médicos - uma das áreas mais estratégicas do setor.

"A pandemia tornou tudo emergencial e nós trabalhamos para simplificar a tecnologia, de modo que qualquer instituição pudesse trabalhar com suporte de soluções digitais. Com isso, todas as nossas ferramentas ganharam a versão 'light', versões otimizadas com funcionalidades essenciais e mais leves em seus sistemas operacionais", afirma Rafael Barbosa, CEO da Bionexo. "Lideramos várias iniciativas para levar a inteligência digital aos hospitais e, dessa forma, ajudá-los a cuidarem dos pacientes no país com todos os cuidados especiais e agilidade que a pandemia vem exigindo", conclui.

Além do Bionexo Light, a health tech realizou o lançamento do Opmenexo Light, uma solução de compras que otimiza o processo de compra de Órteses, Próteses e Materiais Especiais (OPME) e foi desenvolvida para atender, prioritariamente, as operadoras de saúde de pequeno e médio porte, mais impactadas pela crise.

A simplificação de compras pelas operadoras de saúde tem um enorme efeito cascata na rede de hospitais associados que, por sua vez, têm nas cirurgias boa parte da receita que ajuda na saúde financeira da gestão. A Opmenexo Light mostra de maneira bastante simples como a adoção de uma solução digital por uma instituição tem impacto em toda a cadeia econômica da saúde.

A Bionexo lançou ainda o Plannexo Light, uma solução de planejamento que proporciona para todo porte de hospital a capacidade de trabalhar com fluxos de planejamento na gestão de compras. Entre os principais ganhos para os hospitais que trabalham com planejamento digital em compras está a redução de excesso de estoque e a redução de compras de emergência, vantagens que fazem a diferença em qualquer cenário, mas podem garantir a sobrevivência de uma operação especialmente em cenários de crise.

Por fim, por meio de uma parceria inédita, a Universidade de São Paulo (USP), a mais renomada do país, e a Bionexo criaram uma plataforma gratuita para auxiliar os hospitais públicos e privados na aquisição de suprimentos médicos, de modo a evitar desperdícios, estimular a colaboração entre eles e antecipar as suas demandas e necessidades, abastecendo seus estoques de forma efetiva na pandemia.

Noticias Relacionadas