NOTÍCIAS

Confira as principais matérias do setor e fique por dentro!

Hospital Israelita Albert Einstein desenvolve plataforma de Telemedicina para médicos e equipes do SUS

Hospital Israelita Albert Einstein desenvolve plataforma de Telemedicina para médicos e equipes do SUS

Objetivo é democratizar o acesso à saúde quebrando barreiras geográficas e melhorando a experiência do paciente sem que ele saia de casa para consultas clínicas

Para oferecer alternativas seguras durante a pandemia da Covid-19 mantendo ou retomando os atendimentos de pacientes com doenças crônicas, como diabéticos e hipertensos, e em situações especiais, como as gestantes, profissionais do Hospital Israelita Albert Einstein, em iniciativa conjunta com o Ministério da Saúde, lançam uma plataforma para prestar consultas virtuais por meio de médicos e suas respectivas equipes do Sistema Único de Saúde, em projeto que faz parte do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (PROADI-SUS). 

Com a proposta de facilitar o acesso à saúde, a Telemedicina colocará o paciente certo no lugar correto a fim de evitar idas desnecessárias aos postos de saúde, principalmente daqueles que fazem parte dos grupos de risco, protegendo-os  do novo coronavírus – seguindo as orientações de ficar em casa – melhorando a experiência do usuário, reduzindo o custo do atendimento e destinando os recursos de forma mais adequada a urgências e casos mais complexos.

Leia mais: Pandemia do coronavírus destaca importância da telemedicina como aliada do sistema de saúde 

Os médicos e equipes interessadas, devem aguardar informações oficiais no site do Ministério da Saúde para realizarem o cadastro dentro dos próximos dias para fazerem parte do projeto, que terá início imediato. Os profissionais da área da saúde receberão treinamento para uso da plataforma e um certificado digital ICP-Brasil, necessário para fazer os atendimentos de forma segura, privativa e personalizada, além de emitir documentos como atestados e receitas médicas digitais. 

Na prática funcionará da seguinte maneira: o médico entrará em contato com o paciente da sua respectiva unidade de saúde para agendar a consulta e, posteriormente, enviará um endereço eletrônico para a videoconferência. Também haverá a opção de atendimento por telefone, a escolha da forma mais adequada para a realização da consulta a distância será alinhada entre o profissional e o paciente. 

Para o presidente da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein, Sidney Klajner esse é um importante passo para a democratização da saúde quebrando barreiras geográficas e melhorando a experiência do paciente que não precisa sair de casa para o atendimento médico.

"A consulta será feita a distância com o paciente no conforto de casa. Vamos aumentar a capilaridade do atendimento e digitalizar com segurança a saúde. O nosso objetivo é assegurar a continuidade do cuidado mesmo em época de pandemia", finaliza Klajner.

Leia também: Hospitais privados darão suporte estratégico ao SUS no combate ao coronavírus

Noticias Relacionadas